25 de fevereiro de 2016

Momento Zen do dia #21 - edição catequese

Quando o Xavier se aborrece nas aulas, distrai-se e começa a folhear os livros para ver o que há mais para a frente. No outro dia espreitei o seu catecismo para ver o que ele andava a fazer e reparei que ele se tinha antecipado num exercício...

18 de fevereiro de 2016

Separadas à nascença

No outro dia levei a Júlia à tosquia. Aquele cabelinho de rato insiste em crescer ainda muito desigual, e apesar de achar um piadão aos caracóis em desalinho, aquilo já a incomodava demais.

Agora está mais compostinho, mas ficou com um arzinho a Julie Andrews.

Estão a ver as semelhanças?
 A monstrinha é que não parece estar pelos ajustes.

video

17 de fevereiro de 2016

15 de fevereiro de 2016

De trocador velho a... continua velho, mas serve!

Andava a preparar as coisas para a Monstrinha Bebé e lembrei-me que o trocador da mana estava um bocado estragado (o do irmão nem vale a pena lembrar...). É um muito simples, cuja capa impermeável se tinha descolado em algumas juntas. Ainda me lembrei de arranjar nova capa, mas
a) sou uma nódoa na costura
b) mandar fazer está fora do meu orçamento
Ora, numa das minhas (demasiado longas) incursões no Pinterest, encontrei uma ideia de capa usando apenas um elástico para prender um tecido sob o trocador. Muito parecido com um lençol ajustado.
Um lençol ajustado... foi então que me lembrei que tenho cá em casa, desde antes de o mais velho nascer, três lençóis-capa que me tinham oferecido mas não serviam na cama de grades. Pelos vistos, a pessoa que mos deu aproveitou uns saldos e comprou lençóis para a cama e trouxe também as capas, mas estas eram para um berço... Adiante.
Lá fui à procura daquilo e olhem só! Serviam! Que chatice!

O trocador (dá para ver onde coloquei a fita cola em baixo à esquerda)

Aqui mais fita cola

Estão a ver o tamanho do lençol?

Já colocado (tá bem, fica esticado, mas com a bebé em cima fica bem!)
Tenho três destes, o que quer dizer que quando sujar um (porque se vai sujar), tenho sempre algo para substituir.
Outro aproveitamento que fiz foi o da caixa das toalhitas, que já vem do Xavier. A patilha que fecha a tampa já se partiu, mas nada que um bocado de fita cola grossa não resolva.
Podem dizer que estou a ser forreta, um novo trocador não é assim tão caro e que o arranjo está assim a dar para o chunga. A mim chateia-me deitar fora algo que ainda está bem bom para o serviço que é e se poupo dinheiro e trabalho com coisas que já tenho cá em casa e não serviam para nada para além de estarem a ocupar espaço, considero que já ganhei o dia! Chama-se a isso frugalidade, não forretice.

14 de fevereiro de 2016

São Valentim edição 2016

Hoje o Xavier pediu-me um papel para fazer um desenho. Lá esteve entretido e nem fui ver o que fazia (afinal estava a saber-me bem o sossego...)
Finalmente veio ter comigo, disse-me "Feliz dia de S. Valentim, mãe!" e deu-me este postal.


A parte da frente

À direita é preciso seguir as setas para perceber a frase. A "pterodáctila" (nada mau, hã, só se esqueceu do acento) tem a ver com uma família de pterodáctilos de uns desenhos animados.

A parte de trás
Aqui está a prova de que sabe fazer letra bonita, tem imaginação e... é muito fofinho.

10 de fevereiro de 2016

As alegrias do 3º trimestre: dormir... ou não.

Há várias semanas que dormir bem é algo raro.
Primeiro porque já não posso dormir em qualquer posição, logo tenho de alternar entre dormir para a esquerda ou para a direita quando a dor na anca que fica por baixo se torna insuportável.
Depois, a ciática. Sim, essa desgraçada que me dificulta a já complicada tarefa de mudar a dita posição. Tenho de esticar uma perna, depois dobrar a outra, depois levantar o rabo, depois esticar a outra e dobrar a primeira.... estão a ver o filme. Multiplicar por várias vezes por noite e voilá!
Em seguida, temos a Júlia. Sim, a Monstrinha está em plena fase de regressão por causa da mana que aí vem e agora acorda de novo quase todas as noites, com "sonhos estranhos" e a querer a mãe perto dela. Tenho duas opções: ou me deito na cama dela (e adormeço para acordar dali a uma hora, toda torta e sair da cama - ver acima a técnica de mudar a posição - e voltar para a minha, a coxear e a praguejar baixinho) ou a deixo deitar-se comigo (e fico ensanduichada entre a filha e o pai, tornando a dita mudança de posição - ver dita técnica acima - virtualmente impossível).

Mas esta noite estava a ser uma deliciosa excepção. A garota não tinha acordado, a ciática tinha acalmado e eu dormia profundamente.
Eis então a chegada da nova personagem: a cãimbra! Confesso que há meses a esperava, mas ela estava à espera do momento certo para dar um ar da sua graça. Posso garantir-vos: não teve graça nenhuma!

E pronto! Dormir? Isso é para meninos (ou maridos...)

8 de fevereiro de 2016

Momento Zen do dia #20

Os miúdos andam exigentes nos seus pedidos às refeições. Ontem, sarcástica, disse-lhes:
- Suas Altezas já se podem levantar da mesa.
Resposta da Júlia:
- Senhoras Altezas!

5 de fevereiro de 2016

Carnaval e desdentados

Hoje foi o desfile de Carnaval das crianças, e lá foi a Júlia com os peixinhos na cabeça.



O Xavier de manhã saiu para a escola, mascarado de pirata, a dizer: "Arr!, Sou o pirata do dente a abanarrrr!"

 
 À noite, voltou do judo como o judoca desdentado...

3 de fevereiro de 2016

Blhac!

Como eu gosto de limpar vomitado... E encontrar uma criança sentada na cama coberta nele, em pânico e a pedir colo...
O que vale é que agora se acalma mais facilmente. Depois olha para aquele serviço e diz "Blhac!"

Ao menos não foi às duas da manhã e já está tudo a lavar na máquina e não tenho de pegar naquilo amanhã.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...